Agendar visita
Conheça nossa proposta
Nossa Estrutura
Conheça nossos espaços

Aluno do Arqui recebe medalha de bronze na Olimpíada Paulista de Matemática (OPM)

Por Professora Rita Laselva

Nesse último sábado, 28 de outubro, o Colégio Marista Arquidiocesano foi representado na fase final da Olimpíada Paulista de Matemática (OPM) por oito estudantes finalistas, sendo cinco do Nível Alfa (6º e 7º anos) e três do Nível Beta (8º e 9º anos) e, pelo terceiro ano consecutivo, tivemos um aluno premiado com medalha de Bronze.

Parabenizamos a todos os estudantes que participaram da Final da OPM, pois, com muito mérito, chegaram a este grande evento. Estes estudantes são Sofia Precivalle P. Annarumma, 7ºA; Guilherme Akira Kojima, 7ºA; Pedro Henrique Pontes Farath, 7ºD; Lucas Kin Murgel Shibasaki, 7ºE; Marina Rodrigues de Faria Motta, 7ºC; Thiago Yukio Sikusawa, 9ºE (medalha de bronze na OPM 2015); Carolina Bommarito Monteiro, 8ºD (medalha de bronze na OPM 2016); e Bruno Fernandes Iorio, 8ºF (nosso medalhista OPM 2017), além do Prof. Sandro Kuriyama.

Como destacamos acima, neste ano, 2017, nosso medalhista foi Bruno Fernandes Iorio, aluno do 8º ano F, e participante dos Cursos Avançados de Matemática – CAM, desde o 6º ano.

Bruno é um estudante que adora participar do CAM e estudar matemática, sempre se empenhando na resolução de problemas e na busca de aprofundar seus conhecimentos. Muito feliz e emocionado, expressava sua gratidão a todo o trabalho desenvolvido pelo Professor Sandro Kuriyama, no CAM, e por todos os seus professores de Matemática do Colégio.  Na Cerimônia de premiação, Bruno estava acompanhado de sua mãe, Andrea, ex-aluna do Colégio, que ficou muito emocionada com a premiação de seu filho.

A Olimpíada Paulista de Matemática foi criada pelo professor Shigueo Watanabe, em 1977. E, desde então, vem descobrindo inúmeros alunos com talentos especiais nessa área. Conta com o apoio de várias instituições, como a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), o Instituto de Matemática e Estatística da USP (IME), Fundação Carlos Chagas e Fundação ISMART. Além de estar ligada à Universidade de Coimbra, em Portugal.

Participam alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 2º ano do Ensino Médio. Todos os anos são mais de 30.000 alunos de várias escolas do estado de São Paulo que participam da 1ª fase e menos de 2% chegam à final. São provas com características bem definidas: questões dissertativas com aplicações práticas, focando muito a interpretação e o raciocínio lógico matemático.

A premiação é dividida entre escolas públicas e particulares e cada escola só pode enviar como candidatos à fase final até cinco alunos por nível, garantindo assim, uma maior participação dos colégios. Outra característica bem interessante é a cerimônia de premiação, que é realizada no mesmo dia da fase final, agrupando praticamente todos os envolvidos nessa fase numa grande festa. Isso tudo incentiva cada vez mais todos os alunos, principalmente aqueles que não ganharam medalhas.

Existe uma filosofia bem clara na comissão da OPM que é a de valorizar a formação desses jovens no que se refere à cidadania. Tanto é que alunos da rede pública com bom desempenho podem ganhar uma bolsa de estudos mantida pela Fundação ISMART, com todo acompanhamento pedagógico necessário e estrutura completa. Tudo isso vem transformando a realidade de muitos jovens.

Através da OPM, os melhores alunos têm a oportunidade de representar o Brasil na Olimpíada Rio Platense de Matemática, com participação de países como a Argentina, México, Peru e Uruguai.

Neste ano de 2017, com as mudanças na OBM, passando a ter uma única fase final, convocando os estudantes, a partir dos resultados dos 300 melhores alunos em cada nível, no Brasil, na OBMEP e dos dez melhores resultados de Olimpíadas Regionais, entendemos que deveríamos propor um Curso Avançado de Matemática que propiciasse maior tempo de aprofundamento e estudos voltados a Olimpíadas. Estes cursos têm estimulado cada vez mais nossos estudantes a aprofundar seus estudos em matemática. O Prof. Sandro é o responsável pelos cursos do 7º ano ao EM e, para o 6º ano, o Prof. Patrick inicia nossos pequenos nos trabalhos olímpicos de matemática.

O professor Sandro, que já teve vários alunos premiados, inclusive com medalhas internacionais, diz: “quando os alunos chegam a uma fase final de olimpíada de matemática, já demonstraram pertencer a uma elite dessa área do conhecimento. O mais importante não é a medalha, mas a presença junto a todos que os cercam, como exemplo, em todos os aspectos do ofício de estudante”.

Agradecemos o apoio da direção do Colégio, Marisa e Valentin, que permitiram essa ampliação e cederam um espaço para a criação da sala ambiente de Matemática, um espaço voltado para o aluno investigador, com livros e jogos lógicos que os incentivam cada vez mais a raciocinar e buscar soluções aos problemas.

O Colégio Marista Arquidiocesano dispõe de uma equipe de professores, altamente qualificada, que incentivam e estimulam a aprendizagem em Matemática com muito empenho, sob a supervisão da coordenadora da área, professora Rita Laselva. Nosso trabalho nos Cursos Avançados têm por objetivo ir além dos conteúdos das matrizes curriculares, explorando com os alunos outras possibilidades e novidades que o mundo da matemática tem a oferecer.

Por fim, agradecemos a todos os nossos alunos participantes do CAM e das Olimpíadas de Matemática!

 

 

Share

Faça já a sua
matrícula

Venha fazer parte da nossa família! Preencha o formulário com seus dados e demonstre seu interesse em matricular seu filho em uma das nossas unidades.

Acessar!

Fale conosco

Entre em contato com os Colégios Maristas e esclareça suas dúvidas, faça sugestões e nos conte sobre seus interesses.

Fale Conosco